Informação sobre terçol, causas, sintomas e tratamento do terçol, assim como de outras doenças da pálpebra, com diagnóstico de blefarite, hordéolo, calázio, entrópio, ectrópio, ptose palpebral, molusco contagioso e traumas palpebrais.


quinta-feira, 19 de julho de 2012

Entrópio

O entrópio é uma alteração anatômica da pálpebra caracterizada pela inversão da margem. Ocasiona irritação ocular, sensação de corpo estranho, lacrimejamento, ceratite e ulceração corneana devido ao trauma constante dos cílios contra o globo ocular.
O entrópio adquirido pode ser classificado em: cicatricial e senil.
O entrópio involucional é o mais freqüente e acomete exclusivamente a pálpebra inferior. A fisiopatologia é explicada pelos seguintes fatores:
  1. frouxidão horizontal da pálpebra inferior, atrofia do tarso e frouxidão do tendão cantal lateral e medial;
  2. diminuição da tensão vertical da pálpebra inferior pela frouxidão dos retratores da pálpebra inferior e do septo orbitário;
  3. sobreposição do feixe pré-septal do músculo orbicular palpebral sobre o feixe pré-tarsal;
  4. enoftalmia senil secundária a atrofia da gordura orbitária
Algumas técnicas cirúrgicas para o tratamento do entrópio involucional foram desenvolvidas, sendo todas direcionadas para a correção das alterações anatômicas responsáveis por esta alteração, incluindo o encurtamento da pálpebra inferior, a reinserção dos músculos retratores da pálpebra inferior e o redirecionamento do feixe pré-septal do músculo orbicular.
Índice dos artigos relativos ao Terçol

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL